Categoria: Análise Técnica

Análise Técnica e Gráfica

Dólar aumentando, um bom investimento ?

Dólar, USD/BRL

“Esse artigo não é uma recomendação de compra e venda, ou investimento”

A taxa de câmbio do dólar em relação ao real está chamando a atenção, não é por menos, como muitos produtos são precificados em dólar além de termos muitos insumos importados, uma encarecida na moeda americana torna também muita coisa cara por aqui, pelo Brasil. O momento também é de eleições e já se fala que a taxa de câmbio estaria sensível a isso. Nem tudo é verdade. A razão principal para essa corrida positiva do dólar se deve às novas intenções do Banco Central americano (FED) aumentar sua taxa de juros. Com isso, os EUA pagarão mais pelos investimentos, recuarão sua oferta mas aumentarão seu poder de compra.

Já o Brasil teve uma política contrária, baixamos nossa taxa de juros (reduzimos o ‘preço’ da nossa moeda) com intuito de acompanhar a inflação. A esperança era que os empresários ficassem mais ‘folgados’ e passassem a investir. Ledo engano, a indústria não aqueceu e talvez tenhamos passado por um paradoxo: Juros altos não necessariamente pode significar que a sociedade passe a economizar mais, ela pode economizar menos e passar a gastar o excedente, já que a juros altos se consegue o mesmo objetivo em termos de investimento com um capital menor (Exemplo: Digamos que o objetivo seja economizar para obter ao final de um ano R$1000,00).

Assim, como os EUA anunciaram sua tendência em aumentar sua taxa de juros, o dólar disparou para um país cuja tendência é queda na taxa de juros. Muita coisa precisaria ser feita no médio prazo, para o Brasil apresentar uma oferta melhor, e ter uma economia menos vulnerável a essas oscilações do dólar. Portanto, desconfie quando usam o argumento dessas oscilações da taxa de câmbio, colocando a culpa nas eleições ou nos possíveis candidatos. O problema é mais técnico.

 

 

USD/BRL: Dolar/Real. Análise Técnica
USD/BRL: Dolar/Real. Análise Técnica

 

Temos dois pivots interessantes: R$3,19 e R$3,60. E’ provável que o suporte do momento esteja na verdade mais acima de R$3,60. De qualquer forma, suporte no R$3,60 significa mais facilidade do dólar visitar os R$4.  Curva de candles acima das médias (MM51 acima da MM201), logo, aparência de uma corrida de alta (em gráfico lento como o mensal e semanal…). TRIX mensal aponta alta e TRIX semanal pode apontar queda (venda).  No momento pode perder volatilidade, já aparenta uma figura de continuidade, portanto pode correr para o R$4.

USD/BRL: Análise Técnica, gráfico semanal
USD/BRL: Análise Técnica, gráfico semanal

 

O que não fazer ?

Eis uma boa pergunta já que todos questionam o ‘que fazer’. Não adianta brigar com o dólar, o que se deve fazer é pensar no Real. Como proteger o Real face a essa apreciação do câmbio, não duvide de lançarem mão na taxa de juros. Uma outra forma é blindar mais nossa economia incentivando nossa oferta. Um exemplo básico é o trigo que importamos (50%) da Argentina. O trigo é precificado em dólar e a Argentina teve problemas recentes na produção, onde precisou recuar sua oferta. Assim, houve pressão para aumento no preço de derivados do trigo (pão por exemplo), por causa do recuo da oferta de trigo na Argentina e da valorização do dólar.

Análise Técnica: São Martinho SA. [BOVESPA:SMTO3]

SMTO3: Mercado de lado ou corrida para baixo

“Esse artigo não é uma recomendação de compra e venda, e sim um estudo”

Faz parte do meu planejamento também postar aqui neste blog algumas análises rápidas, sobre como anda o mercado, algumas dicas, etc. Serão textos rápidos com foco em pontos pivots, poucos osciladores e indicadores,  e mais atenção aos movimentos dos preços. No gráfico abaixo podemos observar uma figura contendo um conjunto de três gráficos: Mensal, semanal e diário. Semanal será o nosso foco, o gráfico mensal servirá para anotar pontos pivots e o diário apenas para observarmos  como está sendo desenhado o gráfico semanal. A São Martinho, SMTO3, não está fazendo um movimento muito otimista…

Logo abaixo marquei dois pivots no R$19,51 e R$16,96 e este último é que está sendo testado como suporte. No gráfico diário o OBV fala por si. O OBV se mantém ligeiramente neutro mas mostrando um leve aumento de volume na venda. A MM201 está sendo puxada, característica de um mercado de lado. O padrão MACD mais o ADX se estiverem em níveis baixos, reforçará a visão de um mercado de lado (e por mais tempo). Há uma dica para o gráfico diário, já que não possuo tanta confiança no IFR, e se trata de uma leitura mais atenta dos candles…  Perceba que há topos definidos e em linha: Tem resistência momentânea ali (para o nosso padrão que é olhar gráfico mensal e semanal), e os fundos não são bem definidos, pode fazer corrida de baixa. Se eu for considerar o IFR, está abaixo da média sugerindo venda, mas não há padrão de candles para considerar agora um sinal do IFR no diário (mas para frente, em outras postagens, explico porque não considero).

Gráficos SMTO3: Mensal, Diário e Semanal

BOVESPA:SMTO3 - Todos os gráficos
BOVESPA:SMTO3 – Todos os gráficos

 

BOVESPA:SMTO3 - Gráfico semanal
BOVESPA:SMTO3 – Gráfico semanal

SMTO3: Para cima ou para baixo ?

Essa série de textos será dedicadas para estudos mais longos, por isso o foco é o gráfico semanal. Deixo ele aqui por último para análise do leitor. Perceba que rompendo o suporte mencionado, a SMTO3 pode encontrar outro suporte (momentâneo) na MM201. Uma última dica que nos faria ter mais otimismo (pelo menos a minha pessoa ter mais otimismo) seria uma mudança brusca no OBV marcando mais volume na compra. Talvez uma luz no fim do túnel nesse momento de indefinição. Por isso, pelo estudo apresentado: Visão de pessimismo e perspectiva de stop próximo ao suporte.