Tag: bitcoin

Bitcoin: Correção de preços e suportes

Preços da Bitcoin

 

A bitcoin (btc/brl) persegue atualmente a MM51 (próximo de R$ 38 mil), apresentando topos descendentes, pode testar também um suporte marcado no gráfico semanal, próximo de R$ 36 mil. Resistência atual em R$ 48 162,00 é importante lembrar que essa correção pode não ser em si, um indicativo de LTB. Segue o artigo com algumas dicas para nos auxiliar na leitura da curva de candles, no final tem link para um vídeo no meu canal abordando o assunto.

 

 

Análise Técnica Bitcoin

 

Segue abaixo alguns preços para observarmos com mais crítica:

  • Resistência: R$ 48 162,00 (mensal)
  • Suporte: R$ 36 537,00 (semanal)
  • Suporte: R$ 34 621,00 (mensal)
  • Suporte: R$ 31 572,00 (semanal)
  • Suporte: R$ 28 651,00 (mensal)
  • Suporte: R$ 24 114,00 (mensal)

Temos também MM51 (média móvel de 51 períodos) em R$ 38 438,00  e distante da atual realidade temos a MM201 (média móvel de 201 períodos, a de longo prazo) que está em R$ 23 147,00. Essas médias móveis podem se comportar como suporte ou resistência para a bitcoin, de acordo com o momento (curva de candles se aproximando das médias etc).

No momento atual, os preços que devem causar preocupação são o R$ 38 438,00 (o suporte na média móvel) e o suporte marcado no gráfico semanal, R$ 36 537,00 e o suporte do gráfico mensal em R$ 34 621,00. Costumo sempre grafar os pivôs usando o gráfico mensal, mas muitas vezes (e em se tratando de um ativo volátil como a bitcoin), também é interessante aplicar a mesma metodologia usando o gráfico semanal. A diferença é que há mais consistência nos pivôs marcados em gráfico em uma unidade de tempo maior…

Indicadores e osciladores no gráfico Bitcoin

 

Observe no gráfico também, os osciladores e indicadores. O conjunto MACD + ADX sugerem queda no diferencial de preços acompanhada de queda na força, OBV já indica saldos de volume favorecendo queda (há saída do mercado bitcoin), e Índice de Força Relativa sugere uma velocidade maior na queda de preços. Traduzindo: MACD e ADX podem apontar um mercado de lado e o IFR fará então o papel de indicador de trade.

Portanto, a atual correção pode ser uma oportunidade se apontar boas regiões de compra. Como recomendação sugiro observar também o intraday, além do gráfico diário e observar nuances no gráfico semanal. Embaixo publico um outro estudo da bitcoin (btcbrl) na tradingview, há outros pivôs marcados em regiões próximas, considere os pivôs publicados nesse artigo para investigação e testes. E’ importante, antes de tudo, observar o volume.

E’ bem provável que tenhamos a formação de um ombro-cabeça-ombro e mesmo assim, isso não seria fator para desânimo. O ideal agora é marcar seus preços pivôs e observar o comportamento da curva de candles em torno dos mesmos. E’ importante lembrar de sempre observar o volume, o OBV é uma excelente opção.

 

Concluindo, divulgo aqui o meu canal onde também tem um vídeo com o assunto deste artigo:

 

Bons trades!

Bitcoin [BTC/BRL]: Preços para a semana

Bitcoin: Suportes e Resistências

 

Marquei uma resistência em R$ 48 162,00 e acredito que se a Bitcoin continuar apresentando alta, este deva ser um preço importante para comparação com as corridas e tendências que se apresentarem. Para uma visão menos otimista, foram marcados suportes também usando o gráfico semanal (estão em cor mais clara, creio ser “magenta”). Qual o sentido disso ? Para quem acompanha os vídeos do canal quanto os blogs nos quais escrevo, gosto de marcar os suportes e resistências diretamente usando o gráfico mensal e a regra geral é ter como base um nível comum onde a curva de candles respeita no mínimo umas três vezes. Isso não foi aplicado à risca observando o gráfico da Bitcoin, entretanto, tem me servido bem para as análises.

 

Para o gráfico semanal e diário então, podemos fazer uso dos osciladores e indicadores. Até o momento nada muito diferente do que vem sendo mostrado, chamo ate

nção para a sobrecompra mostrada no Índice de Força Relativa, como os preços não estão caminhando de lad

o a leitura deve ser o aumento da velocidade da mudança de preços (o aumento de preços foi contínuo e cada vez mais intenso). OBV, On Balance Volume, marcou aumento de volume nos candles de alta e isso pode ser interpretado como “entrada no mercado bitcoin”, ideal observar também o noticiário embora como aficcionado por análise técnico o que interessa mesmo é o que está acontecendo e não o por quê.

 

Correção de preços na Bitcoin nos próximos dias ?

 

Marquei a última corrida de alta da Bitcoin, e faço questão de explicar algumas coisas aqui para evitar confusão. A origem da corrida está mais “atrás” aumentando assim a “largura” da fibonacci. Confesso que me sinto mais seguro assim, com mais tempo para o teste da correção e assim me certificar de que a alta continua (provavelmente teremos um pivô de alta dentro do teste) ou se os preços corrigem de vez testando os suportes marcados.

Para quem ainda não conhece, marcando a corrida de alta, é efetuada sua medição através da fibonacci e assim se aguarda a correção de preços. Uma correção abaixo de 30% do comprimento da corrida em questão, significa que os preços estão baratos (não se esqueça de observar o volume!)  e pode apontar para mais alta quando a curva de candles “sai” da área da fibonacci.

Uma outra questão é observar o OBV durante uma possível queda brusca de preços, pode significar saída de mercado, ou simplesmente os preços caírem e o volume de alta permanecer (menos players saindo, mais players entrando), marcando assim mais entrada no mercado bitcoin. A coerência do OBV com uma possível queda de preços pode servir de alarme para uma mudança de estratégia, assim como a incoerência do OBV com uma possível queda de preços pode apontar um momento otimista.

Segue abaixo um vídeo que elaborei para o meu canal, com uma análise para esta última semana de Junho/2019

Bitcoin rompe os R$34mil

Bitcoin apresenta nova alta

 

Gráfico Bitcoin Semanal

 

 

A Bitcoin ([BTC/BRL], cotada em reais) rompeu os R$34 mil reais e a dúvida que gera agora é se o pivô marcado em R$34621,00 irá se comportar como um suporte. A região próxima de  R$31394,00 embora não represente um ponto com a mesma performance que os outros marcados, merece atenção caso a Bitcoin apresenta alguma correção (seja inclusive para marcar o price action). OBV (On Balance Volume) já marcou aumento de volume na alta, e o padrão MACD e ADX podem estar refletindo a alta apresentada. No gráfico diário o ADX já perde força  e MACD oscilando em torno da média em níveis mais baixos.

Assim sendo, o momento agora é observar o comportamento da curva de candles em relação ao agora suporte R$34621,00 e checar se há momento de compra, é provavel que a Bitcoin (BTC/BRL) caminhe de lado, e é necessário inclusive observar a BTCUSD. Uma razão simples: O mercado de criptomoedas dá muito espaço para arbitragens e há momentos propícios para acontecer, bastando haver gaps no intraday e os traders simplesmente mudarem de exchange.

Segue abaixo um vídeo sobre a Bitcoin, feito esta semana, com uma análise mais detalhada da atual situação. Estou reformulando conteúdos para o canal que retomei recentemente.

 

 

Bons trades!

Análise em Bitcoin

Bitcoin testando resistência

 

Gráfico Bitcoin

Antes de mais nada, apesar do gráfico diário, os pivots foram marcados observando o gráfico mensal (conforme pode ser visto no vídeo logo abaixo). Temos três preços pivôs basicamente: R$34621, R$28651 e R$24114. Ao marcar os preços pivôs em um gráfico em uma unidade de tempo maior (como o mensal por exemplo), a gente não se perde tanto em regiões “sombra”. O gráfico diário vai nos informar conforme a sua dinâmica, como o gráfico semanal estará evoluindo (óbvio).

Além dos preços pivôs e das médias móveis (201 e 51 períodos, candles), adicionei também o Índice de Força Relativa para julgar os preços, OBV (On Balance Volume) para observar os saldos de volumes (entre volumes de alta e de baixa) e a coerência com a tendência, MACD e ADX para julgar as tendências (ou a falta delas, onde então, a leitura do Índice de Força Relativa será mais “conservadora”, respeitando o Índice de Força Relativa como um oscilador).

Basicamente esta será a configuração padrão para observarmos a bitcoin. Aproveito, além de realizar a postagem de um vídeo (assunto deste artigo, bitcoin) novo no meu canal YouTube, onde estarei postando também algumas dessas observações.

Palavras finais… Bitcoin: Vale comprar no momento ?

 

Pelo observado, tanto no vídeo quanto nos gráficos (que também estão no vídeo), a atual região de R$34 621,00 está se comportando como uma região de resistência, e os preços podem corrigir a alta apresentada. O que é importante agora em termos de Bitcoin é observar o comportamento da criptomoeda na faixa de preços de R$34621 ao suporte em R$28651 (quase R$6 mil de diferença…), são preços pivôs distantes e nada impede a existência de pivôs no gráfico diário e intraday (marcados também por outros métodos), a questão é o risco desses pivôs serem respeitados já que a lógica envolvendo essas regiões de suporte e resistência é se o ativo em questão irá romper ou não. Para isso é necessário consistência no movimento de preços assim como da região de preços em questão ter mais chances de ser respeitada.

O raciocínio para o momento é, havendo correção da bitcoin se o OBV apresentará coerência com esta queda (isso é muito importante), como o OBV mede saldo de volumes ao apresentar coerência com uma queda de preços por exemplo: E’ sinal de que há saída de volume no mercado em questão, e por isso mesmo, a queda possui mais consistência do que caso não houvesse tal saída.   Outro fato a observar é se os candles passarão a andar de lado neste momento e se a atual região estará sendo respeitada como resistência, é bom lembrar que nesse momento de indecisão  (havendo mercado andando de lado) podem aparecer as famosas “figuras de continuidade” e será oportuno verificar volume e a existência de padrão de compra.

Bons trades!