Tag: Fundamentos

Análise Lojas Marisa 1T19

Fundamentos da Lojas Marisa no 1T19

 

  • Planilha com índices fundamentalistas
  • liquidez, rentabilidade, endividamento e atividade
  • Contém o Balanço de Pagamentos e Demonstrativo de Resultado do Exercício

 

 

Análise em BR Distribuidora 1T19

Fundamentos para a BR Distribuidora no 1T19

  • Planilha contendo índices de rentabilidade, endividamento, liquidez e atividade, etc
  • Baseada no Balanço de Pagamentos e Demonstrativo de Resultados divulgados pela BR Distribuidora
  • Contém série histórica incluindo outros trimestres

Análise AMBEV 1T19

Fundamentos para AMBEV no 1T19

  • planilha baseada no Balanço de Pagamentos e Demonstrativo de Resultados do Exercício da AMBEV.
  • Índices de rentabilidade: ROE, ROA, Margem Líquida, Giro do Ativo Total, etc
  • Contém também série histórica referente a trimestres passados
  • Planilha originalmente retirada do site fundamentus.com (referente ao Balanço de Pagamentos e DRE), a parte de cálculo dos índices é feita aqui na raulcastro.com.br.  Para alguns índices, o modelo de cálculo pode diferir.

Análise Braskem 1T19

Fundamentos da Braskem no 1T19

Segue abaixo planilha elaborada a partir do Balanço de Pagamentos e Demonstrativo de Resultado do Exercício da Braskem.

  • Índices de liquidez, endividamento, atividade etc
  • Inclui outros trimestres além do 1T19, séries históricas
  • Planilha tendo como base informações fornecidas pelo site fundamentus.com

Análise Vale 1T19

Fundamentos da Vale no 1T19

Segue abaixo breve resumo e planilha contendo índices de rentabilidade, liquidez, endividamento, etc… A planilha também inclui informações de trimestres passados, compondo uma série histórica dos índices. Os Balanços e DREs foram retirados de planilha do site Fundamentus.

 

Rentabilidade

Há redução da Margem Líquida (oscilou negativamente neste 1T19), o GAT (Giro do Ativo Total, ou o quanto a Vale traduz o Ativo em Vendas), temos também uma redução. O ROA (rentabilidade do Ativo) acompanha a variação apresentada pela Margem Líquida e termina o 1T19 com um resultado negativo.

Juntando o MAF (Multiplicador de Alavancagem Financeira), vemos que a alavancagem não foi suficiente para alterar o resultado do ROE (rentabilidade do capital próprio), que se reduziu drasticamente neste 1T19. O mapa Dupont modificado pode estar apontando para a necessidade de mais alavancagem (risco), além de melhoras nos componentes da Margem Líquida.

Endividamento e Liquidez

Liquidez Corrente, assim como Liquidez Seca, não apresentam resultados satisfatórios (ideal seria acima de “3”, como recomendam os bons cursos de Economia…), portanto a sugestão é de alerta para a proporção entre o ativo circulante e o passivo circulante, apresentados pela Vale em seus demonstrativos.

Atividade

Giro de Estoque é um nome que estarei modificando nas próximas planilhas, pois na verdade o que busco aqui é a liquidez do estoque (se os estoque estão caros ou não) e depende muito também da natureza do negócio da companhia. Pela leitura da série histórica, os estoques não são tão onerosos mas lembre-se do tipo de material que a Vale trabalha…

Novamente o GAT, percebemos que em relação ao 1T18 e 1T17 há uma manutenção do índice, e já foram apresentados aumentos conforme pode ser verificado na série histórica. O GAT reflete o esforço em transformar o Ativo em Vendas. Prazo Médio para Recebimento quanto menor, melhor. Em relação ao 1T18 e ao 1T17 é possível observar melhoras. Em relação aos trimestres passados houve uma perda de eficiência.

 

Análise Petrobrás 1T19

Fundamentos para a Petrobrás no 1T19

Segue breve análise de índices, elaborados a partir do Balanço Patrimonial e Demonstrativo de Resultado do Exercício. As tabelas também acompanham outros trimestres além do 1T19, e há índices de rentabilidade, liquidez etc.

 

Rentabilidade

A margem líquida recupera uma parte da rentabilidade perdida no 4T18, mesmo assim fica um pouco abaixo do 3T18. GAT (Giro do Ativo Total) também sofre redução, só que contínua, fechando o menor valor no 1T19 (em relação ao 4T18 e 3T18). O ROA (rentabilidade do Ativo) sofre redução acompanhando principalmente os resultados do GAT.

Juntando MAF (Multiplicador de Alavancagem Financeira) e ROA, obtemos o ROE (rentabilidade do capital próprio). Houve aumento do MAF (alavancagem) e isso explica a recuperação do ROE no 1T19. Juntando a observação em relação ás Margens: Margem Bruta podemos considerar estável, a queda na Margem Operacional pode ser explicada pela redução no resultado antes de juros e impostos.

Endividamento e Liquidez

A Liquidez segue um caminho perigoso se aproximando da unidade. Ainda que matematicamente seja um valor positivo, significa que o ativo circulante cobre o passivo circulante apenas uma vez. Isso não é bom para o curto prazo e pode explicar a alavancagem vista em parágrafos anteriores. Quanto à Cobertura de Juros a opinião é a mesma embora o resultado seja explicado pela performance do Lucro antes dos Impostos e Juros.